Adeus,Berlim (opinião)


Maik Klingenberg é um jovem de 14 anos que anda na escola e que como todos os alunos achava aborrecida até ao momento em que começa a olhar par a sua colega Tatjana de uma maneira diferente pois apaixonou-se por ela , mas como em qualquer escola ou turma tem de haver os alunos onde os colegas dão menos atenção a ao outros e dão alcunhas a alcunha do Maik é Pycho .
A escola esta quase a acabar Maik quer  declarar-se a Tatjana mas tem sempre o emplastro do André que fica com as miúdas todas  para ele e que também é bom a tudo mas menos a uma coisa que foi isso que deixou Maik feliz  e esse ponto fraco era que ele(Maik)era melhor que André no salto com vara , o Maik é o melhor da escola no salto com vara.
De repente durante o 3 período(se não me engano) do ano  lectivo a turma de Maik esta preste a receber um novo aluno o Tschick um rapaz de 14 anos alcoólico filho de imigrantes Russos que vai fazer a vida de Maik mudar totalmente da maneira que olham para ele.
No inicio ninguém falava com Tschick pois ele chegava todos os dia a escola bêbado as pessoas começavam-se a afastar dela até a um certo dia de Maik decide ir falar com ele para ter um amigo com quem falar  e é logo ai que ficam amigos , certo dia Tatjana faz anos e decide convidar alguns colegas para a festa e como sempre Maik não foi convidado e Tschick  não foi convidado.
Entretanto Maik vê que Tschick rouba um carro e aparece-lhe a frente com o carro roubado a perguntar-lhe que queria ir a Valquíria , como Maik estava sozinho em casa pois o seu pai tinha ido numa viagem de negócios e sua mãe tinha ido para uma clínica de reabilitação pois era uma alcoólica , então ele aceita ir com  Tschick para  Valquíria.
Adorei este livro , deixou-me a pensar um bocado pois a ideia deste livro já passou muitas vezes nas mentes dos adolescentes.(frase escrita por mim no site da Editorial Presença )  
7/10

0 comentários:

Enviar um comentário

 

Formulário de Contacto

Nome

E-mail *

Mensagem *